Departamentos

Tira de Urina 10 Áreas Com Densidade Caixa com100 tiras

Tira de Urina 10 Áreas Com Densidade Caixa com100 tiras
Modelo: TU10A
Disponibilidade: 3 a 10 dias uteis
Preço: R$ 34,00 R$ 29,00
Qtd:  
   - OU -   
Parcelamento no cartão de crédito pelo PagSeguro

1x de R$ 29,00 sem juros
2x de R$ 14,50 sem juros
3x de R$ 9,67 sem juros
4x de R$ 7,61 com juros
5x de R$ 6,15 com juros
6x de R$ 5,18 com juros
7x de R$ 4,48 com juros
8x de R$ 3,96 com juros
9x de R$ 3,55 com juros
10x de R$ 3,23 com juros
11x de R$ 2,96 com juros
12x de R$ 2,74 com juros

Tira de Urina 10 Áreas Com Densidade Caixa com100 tiras

Tiras teste para a determinação semiquantitativa de dez parâmetros na urina:

Urobilinogênio, Glicose, Corpos Cetônicos, Bilirrubina, Proteína, Nitrito, pH, Sangue, Densidade e Leucócitos.

Frasco com 100 unidades

Vencimento 06/2019

IMPORTÂNCIA CLÍNICA

O exame da urina proporciona ao clínico, informações preciosas sobre a patologia renal e do trato renal, bem como sobre algumas moléstias extra-renais. Pela sua simplicidade, baixo custo e pela facilidade na obtenção da amostra para análise, é um exame de rotina, já utilizado há muitos anos. A DiagTesti determina semiquantitativamente a presença de: urobilinogênio, glicose, corpos cetônicos, bilirrubina, proteína, nitrito, pH, sangue, densidade e leucócitos, em amostras de urina, com alto grau de exatidão.

PRINCÍPIO DO MÉTODO

Urobilinogênio: Baseado na reação de diazotização de sal 4-metoxibenzeno diazonio e uribilinogênio urinário em meio de ácido forte. Mudança de cor de rosa clara a rosa escuro.

Glicose: Este teste é baseado em uma reação de enzima seqüencial. Primeiro, a glicose oxidase catalisa a formação de ácido gluconico e peróxido de hidrogênio da oxidação da glicose. Uma segunda enzima, peroxidase, catalisa a reação de peróxido de hidrogênio com iodeto potássio cromógeno. Cores variam de azul até marrom esverdeado e marrom até marrom escuro.

Corpos Cetônicos: Este teste baseia-se na reação de ácido acetoacético na urina com nitroprusside. As cores variam de marrom quando nenhuma reação acontece até violeta para reação positiva.

Bilirrubina: A reação baseia-se na ligação da bilirrubina a um sal diazônico 2,4-diclorobenzeno em meio de ácido forte. A cor muda do marrom leve à violeta.

Proteína: Reação baseada na mudança de cor do indicador, tetrabromofenol azul, na presença da proteína. Uma reação positiva é indicada por uma mudança na cor de amarelo para o verde e então azul esverdeado.

Nitrito: O teste é baseado na reação de ácido p-arsanilico e nitrito (que é derivado do nitrato na presença da bactéria) na urina para formar um diazonio composto. O diazonio composto por sua vez liga-se com N-(1-naftil) etilenodiamino em um meio ácido. A coloração é rosa. Qualquer grau de coloração rosa é considerado positivo.

pH: Sistema de indicador duplo. O vermelho de metila e azul de bromotimol são usados para dar uma vasta escala de cores, abrangendo todos os níveis de pH. Cores variam de laranja até amarelo esverdeado e verde até azul.

Sangue/Hemoglobina: A reação é baseada na atividade da pseudo-peroxidase da hemoglobina que catalisa a reação de O-Toluidina e peroxidase orgânica tamponada e hidroperoxidase. A coloração varia de azul celeste até azul escuro.

Densidade: Este teste baseia-se na mudança de pKa de certos polieletrólitos pré-tratados em relação à concentração iônica. Na presença de um indicador, a coloração varia de azul profundo na urina da concentração iônica baixa até verde e verde amarelado em urinas de concentração iônica aumentada.

Leucócito: A reação detecta a presença de esterases existentes nos leucócitos. Estas enzimas decompõem um éster indoxil e o indoxil liberado reage com o sal diazônico, produzindo a cor violeta.

APRESENTAÇÃO DO KIT

CÓD. 524100D-U - 100 Determinações

1. Tira-teste: 100 unidades

2. Instruções de uso

MATERIAL NECESSÁRIO, MAS NÃO FORNECIDO.

Frasco para coleta da urina

Papel Absorvente

Cronômetro

ESTABILIDADE DA TIRA-TESTE

Conservar entre 15 a 30oC. Não utilizar as tiras-testes após o prazo de validade. Não expô-las à luz solar e não remover o dessecante da embalagem. Retirar a quantidade de tira-teste necessária e fechar imediatamente o frasco. O escurecimento ou descoloração das áreas reagentes indica deterioração. Se isso for evidente ou se os resultados do ensaio forem duvidosos em relação ao esperado, certifique-se que as tiras-teste estão dentro do prazo de validade.

Para um perfeito funcionamento do produto, é essencial a proteção das tiras-teste contra umidade ambiente, luz e calor.

Obs.: O Kit mantém o mesmo desempenho após a primeira utilização e é estável até a data de validade descrita no rótulo, desde que seja mantido na temperatura indicada (15°-30ºC).

AMOSTRAS

Utilizar preferencialmente urina coletada recentemente (até 4 horas) em frasco limpo, seco, livre de resíduos de sabão e ácidos. Se o teste for realizado após 4 horas da coleta, armazenar a urina em geladeira, tendo-se o cuidado de trazer a temperatura ambiente no momento da realização do teste. Homogeneizar a amostra e não centrifugá-la.

PROCEDIMENTO

Este procedimento deve ser seguido corretamente para obtenção de resultados confiáveis.

  1. Confirme se o produto está dentro do prazo de validade impressa no rótulo.
  2. Remova a tira do tubo e feche-o imediatamente.
  3. Inspecione a tira. Descoloração e escurecimento nas áreas reagentes podem indicar deterioração. Neste caso, não utilize a tira.
  4. Mergulhe a tira teste completamente, (certifique-se de que todas as áreas de testes estejam umedecidas) por cerca de 1 segundo na amostra de urina não centrifugada, bem homogeneizada e recente. Urina em excesso na tira pode ocasionar resultados errados. Remova o excesso de urina passando seu lado oposto na borda do recipiente. Cuidado para que as áreas reagentes não toquem na borda do recipiente. Urina em excesso pode também ser removida secando levemente a lateral da tira em um papel absorvente.
  5. Compare os resultados cuidadosamente com o gráfico de cores no rótulo do tubo em um ambiente bem iluminado. O tempo de leitura (30 a 60 segundos) é fator determinante para o resultado do teste. No momento da leitura, mantenha a tira na posição horizontal para evitar interações químicas devido a um possível excesso de urina. Mudanças na coloração ao longo das extremidades das áreas do teste ou depois de decorridos mais de 2 minutos não apresentam significado diagnóstico.

CONTROLE DE QUALIDADE:

 As tiras devem ser corretamente armazenadas e manuseadas antes e durante o teste. A reação das tiras reagentes deve ser confirmada testando amostras negativas e positivas conhecidas ou por controles analíticos múltiplos que contenham quantidades normais e anormais de cada analítico sendo testado.

RESULTADOS:

Os resultados são obtidos por comparação direta da tira de teste com o gráfico de cores impresso no rótulo do tubo. Cálculos e equipamento laboratoriais não são necessários.

INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS

  1. Urobilinogênio

Valores Esperados: A variação normal de urobilinogênio é de 0,1 até 1,0 Ehrlich unidade/dl. Se os resultados excederem a concentração de 2,0 mg/dl, o paciente e a amostra de urina devem ser mais bem avaliados.

Limites de Detecção: O teste detectará urobilinogênio em concentração tão baixa quanto 0,1 Ehrlich unidade/dl. No entanto, a ausência de urobilinogênio na amostra não pode ser determinada. Em pacientes com excreção de urobilinogênio elevada devem-se correlacionar os resultados com o procedimento de Watson-Schwartz por espectrofotometria.

Limitação do Teste: A ausência de urobilinogênio na amostra não pode ser determinada. A área teste reagirá com substâncias interferentes conhecidas para reagir com reagente de Ehrlich, tais como ácido p-aminosalicílico. Drogas que contém azo gantrisin podem apresentar uma coloração dourada. O teste não é um método confiável na detecção do porfobilinogeneo.

2. Glicose

Valores Esperados: O rim normal excreta uma pequena concentração de glicose na urina. Concentrações de 100 mg/dl podem ser consideradas como anormais se encontradas consistentemente.

Limites de Detecção: Aproximadamente 50mg/dl de glicose é detectável. O teste é altamente específico para glicose. A área reagente não reage com lactose, galactose, frutose ou metabólitos de redução de salicilatos e ácido nalidíxico.

Limitação do teste: Uma densidade alta (>1.020) com um pH alto e presença de ácido ascórbico (acima de 50mg/dl), pode causar falso-negativo em amostras que possuam uma concentração baixa de glicose. Corpos cetônicos reduzem a sensibilidade do teste. Níveis moderadamente altos de corpos cetônicos (> 40mg/dl) podem apresentar um falso-negativo para uma amostra que contenha uma baixa concentração de glicose (100mg/dl). A reatividade do teste pode ser influenciada pela densidade e temperatura.

3. Corpos Cetônicos

Valores Esperados: Corpos Cetônicos não devem ser detectados em amostras de urina normais com este reagente.

Limites de Detecção: Urina com densidade alta e com pH baixo podem até apresentar reações incluindo o nível traço. A investigação clínica é necessária para determinar a significância da reação de nível traço.

Limites do Teste: Resultados positivos (traço ou baixo) podem ocorrer com amostras de urina altamente pigmentadas ou aquelas urinas que contém grandes quantidades de metabólitos de levodopa. Densidade alta, pH baixo e sulfato de fenoftaleina podem levar a resultados falso-positivo.

4. Bilirrubina

Valores Esperados: Normalmente a bilirrubina não é detectável na urina mesmo nos métodos mais sensíveis. Mesmo concentrações baixas de bilirrubina são anormais, assim devem-se requerer maiores investigações.

Limites de detecção: O teste tem uma sensibilidade de 0.5mg/dl de bilirrubina.

Limitação do teste: Metabólitos de drogas, tais como piridium e serenium, que dá cor em pH baixo, pode apresentar falso-positivo. Indican (indoxil sulfato) pode produzir uma resposta que varia de amarelo-alaranjado a vermelho, e que pode interferir com a interpretação das leituras de bilirrubina positiva ou negativa. Ácido ascórbico (> 25mg/dl) pode causar um resultado falso-negativo.

5. Proteína

Valores Esperados: Amostras de urinas normais contêm concentrações baixas de proteína (<20 mg/dl), por esta razão que somente níveis elevados e persistentes de proteína na urina indicam doença renal ou doença no trato urinário. Os resultados persistentes do nível traço ou elevado indicam significante proteinúria e assim mais testes clínicos são necessários para avaliar a significância dos resultados.

Limites de Detecção: Este teste tem limite de detecção de 10~15 mg/dl de proteína.

Limitação do Teste: Resultado falso-positivo pode ser encontrado em urina com pH básico (pH 9). A interpretação de resultado é prejudicada em amostras de urina que apresentem turbidez.

6. Nitrito

Valores Esperados: Normalmente o nitrito não é detectável na urina.

Limites de Detecção: A comparação da área reagente contra um fundo branco pode auxiliar na detecção de níveis baixos. O teste é específico para nitrito e não reagirá com nenhuma outra substância normalmente excretada na urina.

Limitação do Teste: Ácido ascórbico (> 25mg/dl) pode levar a um resultado falso-negativo em amostras que contenham baixa concentração de nitrito na urina (<0,03mg). O resultado negativo não é afirmativo de que o paciente esteja livre de uma bacteriúria. Pontos rosas ou a área rosa deve ser interpretado como uma amostra positiva. Resultados negativos podem ocorrer quando as infecções do trato urinário não são causadas por organismos que não contenham nitrato redutase, quando a urina não foi retida na bexiga o suficiente (quatro horas ou mais) para a redução do nitrato ao nitrito ocorrer ou quando o nitrato da dieta for ausente.

7. pH

Valores Esperados: Os valores de pH da urina geralmente variam de 5 a 9.

Limites de Detecção: O teste mede os valores de pH geralmente dentro de unidade 1 na variação de 5 - 9.

Limitação do Teste: Urina em excesso na tira do teste pode mover a ácido do tampão do reagente da proteína vizinha sobre a área do pH e mudar a leitura do pH para um pH ácido, embora a urina sendo testada é originalmente neutra ou alcalina. Isto é chamado de fenômeno “run-over”.

8. Sangue/Hemoglobina

Valores Esperados: Normalmente a hemoglobina não é detectada na urina(0,010mg/dl; 3 RBC/ml). Quando a hemoglobina é detectável na urina ela pode indicar doença renal ou uma desordem no trato urinário. O sangue pode freqüentemente ser encontrado na urina de mulheres em período menstrual.

Limites de Detecção: O teste é levemente mais sensível à hemoglobina livre e mioglobina do que os eritrócitos íntegros. A sensibilidade pode ser reduzida em urinas com densidade alta, e aquelas que contém ácido ascórbico. A aparição de pontos verdes na área teste reagente indica a presença de eritrócitos íntegros na urina.

Limitação do Teste: A densidade elevada ou proteína elevada podem reduzir a reatividade do teste de sangue. A peroxidase microbiana associada com infecção no trato urinário    podem apresentar resultado falso-positivo. Concentrações de ácido ascórbico (> 40mg/dl) podem causar resultado falso-negativo no nível baixo de sangue.

9. Densidade

Valores Esperados: A densidade normal fica entre 1.001 a 1.035.

Limites de Detecção: O teste permite a determinação da densidade na urina entre 1.000, 1.005, 1.010, 1.015, 1.020, 1.025, 1.030. Urinas alcalinas altamente tamponadas podem causar baixa leitura do resultado.

Limitação do Teste: Amostra altamente alcalina pode levar a uma diminuição do resultado, enquanto amostras altamente ácidas podem elevar significantemente o resultado.

10. Leucócito

Valores Esperados: Normalmente os leucócitos não são detectáveis na urina.

Limites de Detecção: O teste é geralmente capaz de detectar 20~25 Células/µl com um traço.

Limitação do Teste: O resultado do teste pode nem sempre ser consistente com o número de células contáveis por meio do exame microscópico. Alta concentração de glicose, densidade alta, alto nível de albumina, alta concentração de formaldeído ou presença de sangue podem causar resultados dos testes diminuídos. Alta concentração de ácido oxálico dos agentes oxidantes pode causar resultado falso-positivo.